Image Post

5 Melhores vídeos ironguides em 2017

Publicamos mais de 30 vídeos no ano de 2017 – a lista abaixo foram os mais assistidos do ano. Não esqueça de assinar nosso canal no youtube, já estamos com 2.000 assinantes. Bons treinos.

Vídeo 1: Bike fit para triathlon – Passo a passo, como fazer em casa


Vídeo 2: Natação no triathlon: Repetições VS Nado Contínuo + educativo para rotação de quadril


Vídeo 3: 3 Melhores treinos para o Ironman Brasil Florianópolis (triathlon)


Vídeo 4: Educativo para natação no triathlon – Ponto de equilíbrio velocidade VS deslize


Vídeo 5: Introdução do “Método” – filosofia de treinamento de triathlon da ironguides

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas por eventos:

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Image Post

Velocidade: uma habilidade que todo triatleta deve aprender

A sabedoria convencional e as práticas de treinamento têm criado um vazio entre o os técnicos de esportes de resistência e os esportes altamente especializados tecnicamente, como basquete e futebol. Seriam estes esportes tão diferentes em suas demandas e, como tal, deve ser o treinamento tão diferente?

Em esportes de resistência, parece quase uma pedra fundamental que qualquer programa de treinamento deva se iniciar com a construção de uma base, visando gastar todo o tempo de treinamento disponível em treinos leves para construir capacidade aeróbica. Esta prática tem criado ainda uma paranóia e um medo de sessões de treino e intervalos de velocidade.

Muitos atletas de resistência só começam a trabalhar sua velocidade logo antes de suas principais competições, normalmente oito semanas antes. Essa é uma fase de velocidade muito curta e é durante esse período que as lesões normalmente ocorrem.O treinamento de velocidade em si não é culpa aqui. O fato de que esses atletas não tenham desenvolvido as habilidades necessárias para ir mais rápido é a causa de tais lesões.

 

Atletas focados na melhoria da sua velocidade apenas no final de dois meses antes de uma competição alvo estão forçando seu corpo em uma nova habilidade, exatamente no momento em que eles estão cansados e sob pressão: uma receita para o baixo desempenho e o desastre.

A velocidade é uma habilidade essencial para o desempenho de um triatleta – nós precisamos de desenvolvê-la no início de nosso programa de treinamento. Vamos tomar como exemplo o basquetebol: eles não começam programas de treinamento com o desenvolvimento da habilidade para garantir que eles possam durar durante todo o tempo do jogo. Em vez disso, começam a construir as habilidades para o sucesso: os atletas aprendem a arremessar, como mover-se na quadra e como passar em velocidade. Essencialmente, não vale a pena estar em ótima forma aeróbica e ficar correndo por duas horas ao redor da quadra como uma galinha sem cabeça se você não consegue passar, bloquear e marcar com um percentual elevado de precisão e efetividade.

O mesmo vale para o triathlon. Nós podemos treinar para estar em plena forma aeróbica, por isso não temos nenhum problema com a distância das competições. Mas, sem desenvolver as nossas habilidades para ir mais rápido por meio do treinamento de velocidade, nossa capacidade de desempenho estará limitada.

Quando eu menciono o trabalho de velocidade, isso assusta a maioria dos atletas, que imaginam-se levando seus corpos a seus limites. Não é o caso aqui e essa não é a maneira adequada de ensinar uma nova habilidade a seu corpo. Vamos primeiro definir o que é uma habilidade e como aprendemos uma nova habilidade, depois vamos tratar do trabalho de velocidade puro como uma área totalmente diferente da treinamento que eu gosto de chamar “hiper-definição”.

O que é uma habilidade?

Uma habilidade é simplesmente outra palavra para um padrão motor de nosso organismo. Este é um padrão de movimentos musculares controlados pelo cérebro para produzir um movimento específico. Por exemplo, se queremos correr no ritmo de 4 minutos por quilômetro, precisamos treinar a esta velocidade para desenvolver esse padrão motor. Criar uma habilidade requer praticar uma ação, repetidamente, por períodos curtos (até 60 segundos). Dessa forma, trata-se de nossa memória corporal de curto prazo. Assim, ao longo do tempo, ela será transferida para a memória de longo prazo (até 5 meses) – em outras palavras, se tornará automática, uma habilidade que não se precisa pensar sobre para realizar.

Grandes atletas em todos os esportes executam os movimentos mais complexos do esporte com facilidade. Parece que eles não estão pensando, mas simplesmente fazendo. Isso é possível porque as habilidades de visualização são tão arraigada que eles podem desligar o processo de pensamento e apenas realizar o que desejam. Todos nós somos capazes de fazer isso com um programa de treinamento bem planejado.

O processo de desenvolvimento de uma habilidade

Desenvolver uma habilidade é um processo demorado. Não é algo que podemos concluir do dia para noite. Quanto mais tempo passamos desenvolvendo, mais forte e mais eficiente será nosso conjunto de habilidades. Sem dúvida, nós podemos treinar para a velocidade em um período de oito semanas, como vários estudos têm demonstrado. Mas, como eu mencionei acima, essa abordagem vem com um risco muito elevado de lesões e a habilidade não permanece muito definido em nossa memória de longo prazo. Em outras palavras, temos velocidade, mas não temos a eficiência na velocidade.

O verdadeiro fator de desempenho nos esportes de resistência é essa eficiência. Quando pudermos desenvolver a velocidade desejada, usando o mínimo de energia possível para fazê-lo, então podemos nos aproximar de nosso potencial de desempenho máximo.

Vejamos um exemplo disto. Se quisermos executar um 10 km rápido depois de descer da bicicleta, temos que treinar para desenvolver a habilidade de correr rápido depois do pedal. Se nosso objetivo for, por exemplo, correr os 10 km em 40 minutos em uma prova de triathlon olímpico, isso significa que queremos desenvolver nosso corpo para correr no ritmo de 4min/km. Portanto, precisamos considerar como nós adicionamos algo em nossa memória motora de curto prazo: é preciso executar os movimentos várias vezes em intervalos curtos e devemos dar o tempo necessário para que o cérebro possa se restaurar e se recuperar antes de repetirmos novamente.

 

05102011-_DSC5084

 

Intervalos de 200m de corrida são ótimos para isso. Podemos definir uma sessão de 8 km dividido em, digamos, 40x200m com intervalos de descanso de 30 segundos. Os 200s são realizados em ritmo de corrida, ou seja, 48 segundos. Isso está dentro do limite de 60 segundos para o desenvolvimento da memória a curto prazo.

TOTAL DE CORRIDA = 51 minutos, não incluindo o aquecimento e esfriamento. Se nós pedirmos ao atleta para usar um monitor de freqüência cardíaca, seria de se esperar uma freqüência cardíaca média semelhante a um atleta que correu um treino contínuo, com nível de intensidade fácil a moderado, de 51 minutos de corrida.

RESULTADO = trabalhamos no desenvolvimento de habilidades específicas de competição e conseguimos condicionamento aeróbico semelhante a uma corrida fácil de 50 minutos. Isso se deve à constante redefinição de padrões neurais e processos catabólicos. Por isso, será mais rápido a recuperação do atleta do que seria em uma corrida fácil de duração similar. O principal ponto que muitos treinadores de esportes de resistência não percebem é que o desenvolvimento de habilidades específicas também desenvolve o condicionamento aeróbico.

Se você executar uma seção 40x200m (8km) no seu ritmo de 10km, você pode considerar uma sessão de velocidade, mas você não produzirá a fadiga e a dor de uma corrida de 8km no mesmo ritmo. Esta não é uma sessão exigente, mas uma sessão de desenvolvimento de habilidades. Repita este procedimento com freqüência suficiente e você se tornará muito eficiente na manutenção do ritmo de 4min/km, até o ponto que a corrida neste ritmo será automática. Ao seguir este procedimento, também fazemos um uso muito mais eficiente de nosso tempo.

Há uma outra forma de treino de velocidade que é realizado no ritmo de corrida acima e envolve o desenvolvimento de habilidades. Eu costumo chamar esse tipo de treino de hiper-definição de habilidades.

Hiper-definição (hiper-aprendizado)

Este fenômeno é usado freqüentemente no mundo dos negócios por digitadores visando aumentar sua precisão. Digamos que um datilógrafo queira digitar 100 palavras por minuto com 100% de precisão. Para fazê-lo, ele vai praticar digitação de 120 palavras por minuto. Isso vai trazer mais erros, mas quando ele abaixar sua digitação de volta para 100 palavras por minuto, sentirá que 100 é um ritmo lento. Isso significa que ele tem uma percepção de ter mais tempo e, por consequência, sua precisão aumenta, já não se sente apressado e fora do controle da situação.

No âmbito do esporte, podemos aplica a hiper-definição em todas as habilidades. O processo de hiper-definição nos permite atingir um desempenho desejado mais facilmente, pois simplesmente aumenta a nossa sensação de controle. Ao executar um treino em ritmo acima do ritmo de competição, nós ensinamos a nossos organismos a executar mais rápido do que eles precisam. Quando chegamos a correr em ritmo de competição, nossa percepção será de tempo extra e facilidade. A partir daí, correr em ritmo de prova se torna um processo muito mais controlado e não nos sentimos tão apressados e estressados, os processos de pensamento são mais descontraídos e, como resultado, a sensação de estar na zona de conforto é reforçada.

Conclusão

Ao se concentrar no desenvolvimento da habilidade, e não base aeróbica, nós racionalizamos nosso treinamento e ainda obtemos os benefícios aeróbios da mesma forma. A única diferença aparece no dia da competição, quando temos as habilidades necessárias profundamente fixadas em nossa memória de longo prazo. Assim, nós podemos simplesmente desligar o pensamento e fazer o que sabemos fazer. Se adicionarmos algumas seções de hiper-definição em nossa planilha, aumentamos as chances de alcançar o desempenho no limite de nossa capacidade, como fazem os atletas profissionais.
 

Alun Woodward, Coach ironguides

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas por eventos:

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Image Post

Vídeo: Como manter sua forma física durante suas férias dos treinos de triathlon

Você terminou a prova final de sua temporada, precisa e quer dar um descanso dos treinos e da rotina do triathlon, mas ao mesmo tempo você quer manter ao menos um pouco de seus ganhos durante a temporada, assista no vídeo abaixo, como encontrar esse equilíbrio entre descansar corpo e mente ao mesmo tempo que você faz uma manutenção física. Não deixe de assinar nosso canal no youtube para ser notificado dos próximos vídeos

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas Duathlon ou Powerman (12-semanas R$100)

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Vinicius Santana, Coach ironguides

Image Post

Vídeo: Controle sua ansiedade antes de um triathlon e melhore sua performance

Você treinou bem e está em boa forma, sua estratégia de prova também está definida e revisada, porém chega na noite anterior da prova e durante seu triathlon, sua ansiedade atrapalha seu sono e sua performance, pondo toda sua preparação em risco. Controlar sua ansiedade também faz parte de seu treinamento para aumentar sua performance, assista no vídeo abaixo uma dica para você competir tranquilo e não deixe de assinar nosso canal no youtube para ser notificado dos próximos vídeos

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas Duathlon ou Powerman (12-semanas R$100)

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Vinicius Santana, Coach ironguides

Image Post

Explore seus pontos fortes, trabalhe seus pontos fracos

Competir bem sempre nos traz uma satisfação pessoal, você vê que toda a dedicação está dando resultado, fica animado a dar continuidade aos treinos, o que eventualmente lhe levará ao seu potencial máximo como atleta, pois para chegar até lá, são preciso anos e anos de treinos consistentes, e frequentes competições. Ao mesmo tempo, quando uma competição não sai como planejado, existe um sentimento de frustração, você fica sem entender porque a prova perfeita não saiu, principalmente se a dedicação esteve presente nos treinos.

O que vários atletas não sabem, é que no triathlon, cada prova traz consigo diversos aspectos com características que são seletivas para que tipo de atleta irá ter uma boa performance ali ou não. Alguns exemplos típicos são a altimetria do percurso de ciclismo, que gera uma vantagem para os atletas com uma maior proporção de peso:força (ou seja, atletas leves e relativamente fortes) e para aqueles atletas com habilidades de descida extremamente desenvolvidas. Um atleta que tem essas duas combinações, irá levar muita vantagem sobre um atleta com características de provas planas e com menos experiência no ciclismo, em casos extremos como um percurso de ciclismo do Ironman da França, essa diferença pode variar de 20 a 40 minutos, apenas por esses dois fatores, considerando que a forma física dos atletas é idêntica.

Utilizando esses mesmos dois atletas como exemplo, e mudando o percurso para um relevo predominantemente plano, sem poucas exigências técnicas (como o ciclismo do Ironman Brasil), é bem provável que o atleta mais pesado consiga um melhor desempenho, pois em uma posição aerodinâmica, a maior parte da massa muscular do atleta não fica exposta ao vento, sendo assim o arrasto aerodinamico do atleta pesado é muito pouco acima do atleta mais leve, mas a diferença em potência gerada por ambos é muito grande, com uma vantagem significativa para o atleta mais pesado.

Mas o que isso tem haver com uma estratégia para definir suas provas no calendário anual?

Escolha como provas alvo para seu ano, aquelas provas em que suas características físicas são melhor utilizadas. Considere fatores wetsuit liberado na natação, natação no mar ou lagoa, vento no ciclismo, altimetria no ciclismo, vácuo liberado ou não, temperatura, e claro distância da prova. Assim que você traçar o calendário que melhor enquadra em suas características, está na hora de fazer o contrário, levantar provas que são aquelas em que você NÃO tem a menor aptidão ou talento, exatamente para lhe tirar de sua zona de conforto, e lhe forçar a trabalhar esses pontos fracos, para no caso de provas importantes em percursos mistos, ou até mesmo se um dia participar de uma prova grande em um percurso pouco favorável (como em campeonatos mundiais de curta distancia que tem o local alternado anualmente), você ter um mínimo de experiência naquele tipo de terreno para minimizar as perdas em relação a outros atletas.

Essa abordagem também vale para os treinos. É um dos importantes fatores de se trabalhar com um treinador, alguém que consegue identificar o que é melhor para você, pois atletas que são auto-ditadas, geralmente preferem treinar aquilo que gostam, e não que precisam.

É muito comum ouvir relatos de atletas que acham ter um rendimento melhor em treinos longos e com baixa intensidade, do que treinos curtos de alta intensidade, os famosos “tiros”, e sempre ao ouvir isso, pergunto a esses mesmo atletas com que frequencia eles treinam tiros, a resposta é “quase nunca”, pois todos os treinos são feitos de maneira lenta, e contínua. A boa notícia é que fica fácil identificar um ponto em que esse atleta tem muito espaço para melhorar.

Pense nisso na próxima vez em que você se sentir pouco habilidos para participar de uma prova de ciclismo, ou sendo um atleta de provas curtas, participe de um meio ironman, e vice versa, atletas de ironman geralmente evitam provas curtas a todo preço, mas elas somente irão desenvolver habilidades e capacidades físicas que irão lhe gerar benefícios em sua prova principal.

Bons treinos!
 
Vinicius Santana, Coach ironguides


Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas por eventos:

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Image Post

Vídeo – Como fazer o polimento antes de um triathlon ?

Parte 1 de 3 de nossa série: Checklist antes de um triathlon longo – Neste vídeo discutimos estratégias de nutrição para antes e durante o triathlon. Assista no vídeo abaixo e não deixe de assinar nosso canal no youtube para ser notificado dos próximos vídeos

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas Duathlon ou Powerman (12-semanas R$100)

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Vinicius Santana, Coach ironguides

Image Post

5 dicas da pré-temporada para um 2018 mais forte

Siga essas 5 regras da pré-temporada para recuperar de 2017 e ser um melhor atleta em 2018.

1. Tenha um descanso mental e físico

Esqueça o treinamento estruturado. Esqueça a planilha. Uma vez que você já fez a transição necessária após a sua última prova, considere tirar 10 a 14 dias de qualquer treino planejado. Use essa oportunidade para pôr sua vida em dia ou talvez sair com amigos ou parentes que você deixou de encontrar pois estava preocupado equilibrando o trabalho e o treinamento.

Isso não significa que você deve ficar totalmente inativo. Está se sentindo preguiçoso? Faça nade, pedale ou corra um pouco. Se você mora próximo de trilhas, saia da Estrada! Ou talvez você queira visitar a academia para realizar treinamento de força. O ponto é que você relaxe sua saúde mental ao não ter uma planilha estruturada.
Duas semanas de pausa das planilhas de triathlon é o tempo ideal para que não se perca capacidade física e rejuvenesça a qualidade de vida mental e física que foi gasta no último ano.

Quando estiver no final do break, você pode rever sua temporada anterior, ver quais foram suas falhas e fraquezas no triathlon. Isso nos leva a…

2. Trabalhe na sua modalidade mais fraca

Se você possui alguma fraqueza entre as três modalidades, esse é a fase perfeita para trabalha-la e focar em sua melhora. Independente de qual ela seja, a pré-temporada será focada em melhorar as técnicas e eficiência do movimento da disciplina. Tome cuidado para não confundir o foco na disciplina com a adição de volume. Acerte a fraqueza focando em exercícios que melhoram a eficiência do movimento.

Isso significa que os exercícios e treinos de técnica devem ser relativamente curto e não irá além da pré-temporada. Por exemplo, se a sua fraqueza é a corrida, reserve 2 treinos por semana para treinos focados em técnicas que incluam avanço, passos altos, treinos de cadência elevada, etc. Você pode achar este vídeo útil (https://www.youtube.com/watch?v=mAiAvupFT6g). Incorpore um contrarrelógio de 5 km e considere este o treino longo da semana. Bônus: inscreva-se em uma corrida de 5km local para tornar estes treinos mais divertidos.
Você melhora sua técnica e ao mesmo tempo melhora sua velocidade em muito pouco tempo.

3. Saia da Estrada

Se você mora próximo a trilhas, este é também uma época perfeita para que você saia da estrada e considere correr, caminhar ou até fazer mountain bike. Enquanto isso não foge muito das disciplinas tradicionais, muitos de nós ainda não experimentamos muito do que o off-road tem a nos oferecer. Além da vista espetacular dependendo da localização, a corrida nas trilhas irá melhorar e recrutar fibras musculares não recrutadas no asfalto.

Se você não tem experiência, vá com um guia ou amigo que possa te mostrar como atacar as trilhas com segurança.

4. Fique mais forte

O objetivo aqui não é o body building, mas melhorar sua força funcional na preparação para a próxima temporada. Fazer o trabalho da academia significa que você está construindo um corpo mais forte que aguenta o treino do triathlon que fará por toda a temporada.

Essa é a oportunidade de elevar a força dos seus grandes grupos musculares. Quando você está no meio da temporada de competições, o treino de força geralmente fica em segundo plano e fica com um tempo mínimo nas planilha.
Você pode ganhar alguns quilos, a maioria de músculos. Não se preocupe quando começar com seus treinos e rotina típicos, pois pode se sentir pesado e preguiçoso. Com o correr do ano o peso ganho será perdido, a força será mantida e haverá uma melhor relação potência/peso. Isso será especialmente útil na bike.

5. Não treine apenas no “longo e leve”, pense no “forte e intensa”

Uma concepção incorreta da pré-temporada é de que é necessário fazer treinos fáceis e longos, ou exercícios aeróbicos longos. Ao invés de correr uma maratona em janeiro ou fevereiro, por que não se focar em bater seu RP nos 5 ou 10km?

Fazer treinos intensos irão melhorar seu limiar de lactato e potência.

Os exercícios e as técnicas que você realizou mais cedo na pré-temporada será particularmente útil quando for fazer os treinos curtos e rápidos. É mais fácil segurar manter a forma e técnica em treinos curtos do que quando os treinos longos trazem fadiga e a técnica passa a sofrer.

Outro bônus é que o tempo gasto nesses treinos curtos significam mais tempo para gastar em outros assuntos na pré-temporada.

Bons treinos,
Vinicius

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas Duathlon ou Powerman (12-semanas R$100)

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Vinicius Santana, Coach ironguides

Image Post

Vídeo – Quais equipamentos você usará? Checklist antes de um triathlon longo

Parte final de nossa série: Checklist antes de um triathlon longo – Neste vídeo discutimos estratégias de equipamentos no dia da prova. Dicas para transições mais eficientes e um erro que os triatletas comentem ao escolher o material para a modalidade da natação. Assista no vídeo abaixo e não deixe de assinar nosso canal no youtube para ser notificado dos próximos vídeos

Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas Duathlon ou Powerman (12-semanas R$100)

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

Vinicius Santana, Coach ironguides

Image Post

Dicas para seu primeiro triathlon

A decisão está tomada, você aceitou o desafio e quer participar de seu primeiro triathlon em 2012. Independente de sua atual forma física, seja um corredor experiente ou até mesmo um iniciante em esportes em geral, algumas dicas são fundamentais para seu primeiro triathlon.

Treinos

Primeiros passos:

Estudos científicos demonstram que são necessários 21 dias para criar um hábito. Portanto, as três primeiras semanas têm este objetivo, colocar você em uma rotina de treinos. Não pense além do dia 21, concentre-se em fazer seu melhor em cada treino.

Foque em treinos curtos e leves e acrescente um pouco de volume em cada semana de treino, para que ao final da semana 3, você tenha atingido um volume máximo sustentável para as demais 9 semanas.

Se natação for uma atividade nova para você, faça treinos com repetições curtas e intervalos longos. Use a esteira e bicicleta ergométrica para ter certeza que mal tempo não será desculpa para perder treinos.

Ajustes finais:

Agora que você estabeleceu uma rotina e estruturou seus treinos, acrescente treinos específicos para o triathlon em seu programa. No dia em que você tiver mais tempo disponível para treinar, inclua um treino de transição, seja um treino de ciclismo seguido de uma corrida, para você acostumar a correr após a bike (pode ser feito na ergométrica/esteira) ou faça um treino de natação seguido de um treino de ciclismo, seja na rua ou na ergométrica. Ambos os treinos lhe ensinarão a fazer a troca de um esporte para o outro, simulando as condições de prova.

Não é preciso completar a distância da prova nos treinos, é para isso que você vai competir! Mas caso você precise de confiança, faça um simulado na distência da prova, 2-3 semanas antes do eventos, mas segure na intensidade.

Organize os detalhes finais como equipamento a ser utilizado, é importante treinar com aquilo que pretende competir, nunca testar nada no dia da prova. Procure saber detalhes do percurso da prova e tente simular as condições em seus treinos, sejam subidas, natação em águas abertas, corer em temperaturas mais elevada, etc.

Nos dias anteriores a prova, treine bem leve todas as modalidades, você só precisa de 30-45 minutos no total para continuar solto e relaxado. Pense em deixar o “motor ligado”. Ao contrário do que muitos pensam, não descanse demais! Se você treinou um volume moderado, mantenha o número de sessões semanais, porém, reduza a intensidade e o volume.

Dia da prova

Apesar do dia da prova sempre vir acompanhado de um certo nervosismo, procure encará-lo como apenas mais um dia de treinos. Não esqueca que você está ali apenas para experimentar o esporte e não existe nenhuma cobrança nem sua nem de outras pessoas em relação sua performance. Por mais que você vai ter o objetivo de ao menos terminar a prova, deixe essa opção em aberto, irá tirar um pouco a sua tensão pré prova, pois a opção de para a prova existe, apensar de você saber que no fundo não quer nem irá usá-la

Natação

Caso você nunca tenha tido a oportunidade de treinar em águas abertas antes da prova, procure fazer um aquecimento no local da largada cerca de trinta minutos antes da prova assim que terminar de organizar sua bike na transição. Isso irá lhe dar mais confiança, pois muitos atletas ficam receosos de entrar no mar em função de possíveis ondas e correntezas ou em lagos e rios devido à água turva.

Durante a prova, não force em nenhum momento, você deve manter-se em um nível de esforço aeróbio confortavelmente sustentável. Dessa forma você terá todas as condições de partir bem para a T1 (transição 1) e dar sequência a sua prova!

Ciclismo

Uma vez superada a etapa da natação, não tenha pressa na transição, alguns segundos ali não fazem a menor diferença no resultado final de um atleta iniciante, faça sua troca com calma, e comece o ciclismo como se estivesse saindo para um treino, ou seja, em esforço leve.

O ciclismo para o atleta iniciante deve ser encarado somente entra a transição da natação para a corrida, ao invés de tentar ganhar tempo nesta modalidade, se concentre em uma posição relaxada e em sua hidratação. Isso irá resultar que você chegue a segunda transição se sentindo bem e motivado para correr.

Corrida

Passado o ciclismo, onde ainda existia a chance de algum problema mecânico, agora é uma questão de cruzar a linha de chegada. Comece com um ritmo bem lento até que suas pernas se ajustem da transição da pedalada para a corrida. Caminhe durante os postos de abastecimento caso precise de um descanso.

Em relação a detalhes técnicos, como no triathlon uma modalidade vai interferir na outra, e por isso costumamos dizer que o triathlon não é natação + ciclismo + corrida e sim “nataçãociclismocorrida”, a corrida também deve ter um enfoque diferente dos treinamentos e provas tradicionais para corredores.

Sua passada não precisa ser longa, nem é necessário tentar tocar com o calcanhar nos glúteos. Quanto mais longa, ou seja, quanto mais adiante da linha do quadril for sua passada, mais contribuirá para frear o movimento, maior será o impacto e o tempo de contato com o solo, o que significa desgaste. Então, procure diminuir a amplitude para aumentar a frequência (número de passos por minuto).

Essa tecnica irá lhe economizar energia e aumentar suas chances de correr até o final sem maiores problemas!

Uma vez que você cruzar o pórtico de chegada, curta o momento e a conquista, e só a partir desse ponto você já pode criar qualquer tipo de objetivo para uma próxima prova, mas seu primeiro triathlon seu objetivo deve ser somente “explorar o esporte”.

Vinicius Santana, treinador ironguides


 
Vinicius Santana, Coach ironguides


Treine com a ironguides!

Treinamento Online Personalizado: A partir de R$595/mês

Programas Mensais (todos niveis ou com foco em uma modalidade): A partir de R$49/mês

Programas por eventos:

Distancia Short (R$149 para 8 semanas de treinos)

Distancia Olimpica (R$100 para 12 semanas de treinos)

Meio Ironman (R$145 para 16 semanas de treinos)

Ironman (R$225 por 20 semanas de treinos)

Planilha X-Terra (R$100 para 12 semanas de treinos)

Programas de Corrida (10k, 21k e 42k – a partir de R$149)

ironguides oferece soluções esportivas para atletas e praticantes de atividade física de todos os níveis, com treinamento online ou presencial, planilhas específicas por eventos, training camps, curso para treinadores, programas de incentivo a promoção da saúde em empresas, e produtos para a saúde e o bem-estar que propiciam um estilo de vida saudável a nossos atletas

X

Forgot Password?

Join Us